Entenda a importância do Ácido Fólico

5 de julho de 2016

O ácido fólico é uma das substâncias mais importantes no mundo da gestação.

Você pode encontrar ácido fólico em diversos alimentos como:

  • Leguminosas
  • Verduras escuras 
  • Frutas cítricas
  • Aspargo
  • Grãos e cereais também são, atualmente, fortificados com o folato.

Porém, pesquisas apontaram que nosso corpo absorve melhor a substância quando ingerimos sua versão sintética. Ou seja, aquela fabricada por nós mesmo em laboratório. Fora que a maioria das mulheres não come a quantidade necessária de alimentos para suprir sua necessidade vitamínica.

Isso significa que precisamos recorrer aos suplementos vitamínicos. Esse suplemento é vendido em forma de comprimidos que variam nas versões 1 mg, 2 mg e 5 mg. São pequenos, não engordam, não têm efeitos colaterais e são vendidos bem em conta nas farmácias ou mesmo distribuídos em alguns postos de saúde.

Logo que a gravidez é diagnosticada, o médico já indica tomar um comprimido de 1 mg ao dia. Normalmente, essa quantia é mais do que o suficiente pra toda mulher. As exceções são para mulheres obesas, com histórico de darem à luz bebês com algum defeito no tubo neural ou que tomam certos tipos de medicamento, como anticonvulsivantes para epilepsia.

“Oras, mas por que o ácido fólico é tão importante?”

Se fosse por um só motivo, ele nem seria tão importante assim.  O folato tem o poder de evitar doenças no tubo neural da criança. Coisas como anencefalia, tão em voga atualmente, e espinha bífida podem ser evitadas entre 50 e 70% dos casos.

A ingestão desde o começo é importante pelo fato de que as complicações no tubo neural acontecem ainda no primeiro trimestre de gestação.  Além disso, o lábio leporino e algumas doenças cardíacas também podem ser prevenidos com a vitamina B9. Dessa mesma forma, é bom pra mamãe também! A B9 é necessária na produção de glóbulos vermelhos e prevenção de anemia no corpo. Tudo que uma gestante NÃO precisa é ficar anêmica, né?

Além de acelerar o crescimento celular da criança, ela ajuda na adequada produção da placenta. Outros estudos dão indícios que esta “santa” vitamina poderia reduzir o risco de pré-eclâmpsia, séria doença gestacional que já abordamos aqui.

Recomendamos também que toda mulher que estiver em idade fértil faça uso dessa substância, já que o tubo neural que nós falamos se fecha ainda no primeiro mês de gravidez.

Você tomou ou pretende tomar o folato na gravidez? Conta pra gente nos comentários e fique ligada em nosso site. Temos muito mais matérias e dicas pra você!

5 comentários

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.