Higiene bucal

Higiene bucal para bebês 1024 184 admin
Higiene bucal para bebês

Higiene bucal para bebês

Na saúde bucal, até a amamentação materna marca ponto. Mamando no peito, o bebê respira pelo nariz e é obrigado a morder, avançar e retrair a mandíbula, desenvolvendo, assim, os músculos e esqueletos da face. Isso já abre caminho para a boa formação dentária. A higienização bucal em si também começa na maternidade. Ela deve ser feita cuidadosamente com uma gaze ou fralda umedecida em água limpa na boca, gengiva e as bochechas da criança. Certifique-se de não ter deixado nenhum restinho de leite pra trás. Desde cedo, você a acostuma com intervenções bucais e bons hábitos dessa maneira.

Por volta do sexto mês de vida, começa a nascerem os primeiros dentes. É quando você troca o material de limpeza usado até aqui por uma dedeira de silicone. Em paralelo, você já pode levar a criança em sua primeira consulta com o odontopediatra também. As consultas devem se repetir cada 6 meses. No primeiro ano completo de vida, já é bom introduzir a escova de dente própria para a idade e usá-la com creme dental sem flúor, mas apenas um pouquinho. Uma tirinha dele, do tamanho de um arroz, já é o suficiente. E sempre tomando o cuidado para que a criança não engula. A gaze pode ser usada para tirar esses excessos, já que crianças só conseguem começar a cuspir entre os 3 ou 4 anos de idade. Ela desenvolvendo essa habilidade, o creme dental com flúor já pode ser usado.

Cárie da mamadeira.

Atingindo 60% das crianças de até 3 anos de idade, ela tem desenvolvimento rápido e provoca dor, dificultando a alimentação. Isso pode acarretar em perda de peso e obstrução do crescimento. Isso acontece quando a há muita ingestão de açucares e má limpeza posterior. Aliás, a limpeza antes de dormir é a mais importante e a que mais você tem que se certificar de que está tudo certo. Isso evita a maioria de cáries e doenças porque durante a noite, a produção de saliva, fundamental na proteção dos dentes, diminui enquanto a criança dorme. Outros males que a cárie da mamadeira traz são mau hálito, má estética e dificuldade na fala. O início desse problema caracteriza-se por pequenas manchas brancas nos dentes. Ao constatar tal condição, é preciso encaminhar a criança ao odontopediatra imediatamente.

Seguindo esses passos certinho, seu neném muito provavelmente não terá nenhum problema bucal.

Higiene bucal para gestantes 1024 184 admin
Higiene bucal na gravidez

Higiene bucal para gestantes

A higiene bucal não pode ser desprezada nesse momento também. Doenças bucais como a periodontite podem causar parto prematuro.

Antes de mais nada, se você está planejando a gravidez, é muito recomendado passar no dentista. Fazer um check-up bucal, assim como você faria pro resto do corpo. Tem que aproveitar enquanto você ainda pode fazer exames como raio-x – uma vez confirmada a gravidez, certos exames, como esse último, serão proibidos.

Se houver algum problema com sua boca, o profissional irá constatá-lo e fazer um tratamento. Uma vez grávida, a limpeza tem que ser rigorosa! Todo dia deve-se usar o fio dental, escovar os dentes após as refeições, visitar periodicamente o dentista e não podemos esquecer a dieta balanceada. Sim, ela mesma.

Comer bem e saudavelmente também protege a dentição. Não podem faltar verduras e frutas frescas, e prefira opções integrais na sua comida. Recomenda-se, por exemplo, o consumo restringido de açúcar.

Gengivite na gravidez

Um número considerável de gestantes sofre com gengivite. Há pesquisas em andamento para estudar mais sobre a relação de doenças gengivais com partos prematuros e bebês abaixo do peso. Por isso a importância do fio dental. Ele age onde a escova não alcança – bem na parte em que o dente encontra a gengiva. Essa é a melhor maneira de higienizar o colo dentário, evitando, assim, as doenças relacionadas.

Depois daquela consulta preparatória com o dentista, você pode voltar a vê-lo no segundo trimestre de gestação. Essa é mais uma consulta de rotina para prevenção. Qualquer coisa, seu dentista também pode entrar em contato com seu médico. Sempre com o auxílio dos profissionais, você tem tudo para ter uma gestação e parto tranquilo.

Veja mais dicas para saúde da gestante aqui.