Gestação

Evitando enjoos gestacionais 1024 184 admin
Enjoos na gravidez

Evitando enjoos gestacionais

De tão comuns nesse período, os enjoos são recebidos como sinais de uma gravidez. Normalmente os enjoos na gravidez  já são sentidos no primeiro mês ou um pouco depois e a intensidade pode variar muito. Os hormônios são os principais causadores, mas ansiedade e estresse psicológico também podem influenciar. Hábitos simples que qualquer pessoa pode e deveria fazer como comer a cada três horas e fazer exercícios são armas contra os enjoos.

Comer de três em três horas dá ritmo ao organismo digestivo e evita que você exagere nas refeições, já que vai estar sempre comendo de pouquinho em pouquinho. Fora que isso facilita o processo digestivo, já que são menos alimentos de cada vez. Quanto mais tempo a comida fica no estômago, mais chances da grávida sofrer com gastrite, náusea e refluxo.

Outra coisa que pode acelerar a digestão é o repouso. Na ausência de esforço físico, o corpo direciona o fluxo de sangue para funções como ela. Além disso, esses repousos podem aliviar a carga de estresse e controlar a ansiedade. No intervalo desses repousos e refeições, pratique exercícios leves como caminhada. Ela também favorece a digestão e aliviam o estresse, pois, atividades físicas liberam endorfina causando bem-estar.

Evitar movimentos bruscos também vale para qualquer tipo de pessoa. Quando estamos inertes, nosso sangue alcança uma distribuição uniforme pelo corpo. Por isso, ao realizar esses movimentos, temos queda repentina na pressão arterial. Além do enjoo, mal estar e desmaios podem ocorrer. Isso é normal: trata-se de uma defesa natural do corpo, impedindo-nos de seguir em frente até o fluxo de normalizar.

Evite líquidos durante as refeições e corte o café durante toda a gravidez. O primeiro, ingerido junto com a comida a faz aumentar de volume atrasando a boa digestão. O segundo é um estimulante que acelera os batimentos cardíacos da mamãe e do bebê.

O que achou de nossas dicas? Se quiser, pode deixar nos comentários dúvidas ou sugestões.

O que é a placenta? 1024 184 admin
O que é a placenta?

O que é a placenta?

A placenta é um órgão que existe durante a gravidez. Dessa forma,  possui várias funções como aconchegar adequadamente o feto que se forma dentro do útero, produção de hormônios e proteção contra impactos. Porém, a principal função dela é repassar nutrientes e oxigênio do sangue da mãe ao bebê. Ela também dá proteção imunológica e expurga os resíduos que a criança produz como a urina, por exemplo.

Como se forma a placenta?

A placenta se forma a partir da 2ª semana pelos tecidos do óvulo, útero e feto, crescendo rapidamente; no primeiro trimestre ela já é maior que o bebê. A criança alcança o mesmo tamanho do órgão mais ou menos na 16ª semana de gestação. Em um parto normal, ela sai depois de 4 ou 5 contrações – menos dolorosas do que as contrações necessárias para expelir o filho.

O órgão se liga ao bebê através do famoso cordão umbilical. Esse canal é uma via de mão dupla: de um lado traz os nutrientes e o oxigênio da mãe pro bebê; do outro, leva embora os dejetos e dióxido de carbono da criança. O sangue dos dois nunca se mistura de fato.

Queremos listar agora algumas das alterações mais comuns que a placenta pode sofrer. Apesar desse “comum”, ainda sim é uma alteração, um ponto fora da curva, e qualquer coisa desse tipo tem que ser avisada e acompanhada pelo médico especialista.

  • Placenta prévia ou placenta baixa
  • Descolamento da placenta
  • Placenta acreta
  • Placenta calcificada ou envelhecida
  • Infarto da placenta ou trombose placentária
  • Rotura uterina

Deu pra sentir a importância do orgão na gestação de uma criança saudável, né? Ela também é a prova de como o corpo humano pode ser incrível e como é empolgante o estudo de seu funcionamento para nos entendermos melhor. Entendimento que é fundamental para a prevenção de doenças e complicações. Continue com a gente para ampliar o seu próprio conhecimento a cerca do corpo de uma mulher grávida e de um recém-nascido, continue com a #MãeQueAma