Quais são as vacinas indicadas para gestantes?

17 de outubro de 2019

A vacinação é a melhor maneira de proteção de uma variedade de doenças graves e de suas complicações que podem até levar à morte. Vai muito além da prevenção individual. Ao se vacinar e vacinar seus filhos, você está ajudando toda a comunidade a diminuir os casos de determinadas doenças.

E as gestantes também precisam ficar com a vacinação em dia, não é mesmo?! Além de cuidarem da própria saúde, elas transferem os anticorpos aos bebês por meio da placenta e, depois, pelo leite materno, sabia? Essa proteção é fundamental nos primeiros meses de vida da criança, já que o sistema imunológico ainda está se desenvolvendo e fortalecendo.

O Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunizações, oferta quatro vacinas para as futuras mamães:

• Hepatite B – 3 doses (a depender da situação vacinal anterior). Se a mãe transmitir hepatite B para o filho, ele corre um risco enorme de apresentar cirrose hepática e câncer hepático quando adulto. A imunização a partir do 2º trimestre de gestação;

• Dupla Adulto (dT) (previne difteria e tétano) – 3 doses (a depender da situação vacinal anterior);

• dTpa (Tríplice bacteriana acelular do tipo adulto) – (previne difteria, tétano e coqueluche) – Uma dose a cada gestação a partir da 20ª semana de gestação ou no puerpério (até 45 dias após o parto). Protege a mãe contra as três doenças e o bebê contra o tétano neonatal, que pode ser contraído após o parto se os instrumentos usados para o corte do cordão umbilical estiverem contaminados. No caso da coqueluche, se o bebê for acometido pela doença, ela será mais branda;

• Influenza (gripe) – Uma dose (anual). Pode ser tomada a qualquer momento da gestação, mesmo que a gestante tenha sido vacinada anteriormente. A gripe durante a gravidez pode aumentar em até 30% o risco de nascimento prematuro do bebê.

No caso da vacina contra a febre amarela, se houver surto na região em que a gestante está, o risco-benefício deve ser avaliado pelo obstetra, que indicará ou não a imunização. O mesmo vale para as vacinas que não estão indicadas no Programa Nacional de Imunização.

Lembramos que nada aqui substitui as consultas e orientações médicas, portanto, não deixe de conversar também sobre vacinação com o seu médico! 😉

Acompanhe o Calendário Nacional de Vacinação e previna-se!

Tags

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.