Entenda mais sobre Pré-Eclâmpsia

19 de maio de 2016

A Pré-Eclâmpsia é uma das chamadas DHEG – Doenças Hipertensivas Específicas da Gravidez e acontece quando uma gestante de 20 semanas ou mais está com a pressão arterial muito elevada (140/90 mmHg ou mais) e uma quantidade significativa de proteína na urina.

Com tratamento adequado, a condição desaparece em até 12 semanas após o parto. Sem tratamento, porém, ela favorece a eclâmpsia, um tipo de convulsão gestacional que pode matar mãe e bebê. Segundo o Ministério da Saúde, a hipertensão é responsável por 13,8% das mortes maternas no Brasil.

As causas da doença ainda não são definidas com exatidão. Especialistas sugerem que tudo começa na placenta – órgão que nutre o feto durante a gestação. No começo desse período, uma das diversas mudanças internas é o desenvolvimento de novos vasos sanguíneos feitos especialmente para levar sangue até a placenta. Acontece que em mulheres com pré-eclâmpsia esses vasos se subdesenvolvem, sendo mais estreitos, carregando sangue insuficiente.

Esse subdesenvolvimento pode estar relacionado com:

  • Fluxo sanguíneo insuficiente para o útero;
  • Danos aos vasos sanguíneos;
  • Um problema com o sistema imunológico;
  • Certos genes;
  • Outros distúrbios de pressão arterial elevada durante a gravidez.

Estudos identificaram alguns grupos de pessoas mais suscetíveis a desenvolver a doença:

Enquadram-se no chamado grupo de risco:

  • Histórico familiar de pré-eclâmpsia;
  • Primeira gravidez;
  • Nova paternidade, ou seja: cada gravidez com um novo parceiro aumenta o risco de pré-eclâmpsia;
  • Idade – o risco é maior após os 35 anos;
  • Gravidez múltipla;
  • Intervalo de 10 anos ou mais entre as gestações.

Se a mamãe possui um histórico com outras doenças, também pode entrar no grupo de risco.

Exemplos de outras doenças são:

  • Obesidade;
  • Hipertensão;
  • Enxaqueca;
  • Diabetes tipo 1 ou diabetes tipo 2;
  • Doença renal;
  • Tendência a desenvolver coágulos de sangue (trombofilias);
  • Doença autoimune, como a artrite reumatoide, esclerodermia e lúpus.

Sintomas

Os sintomas iniciais da pré-eclâmpsia são: ganho repentino de peso (2 a 5 quilos em uma semana) e inchaço da face ou extremidades como mãos e pés. Como esses são sinais comuns que podem acontecer durante a gravidez, se a mulher não fizer todos os exames e não tiver um acompanhamento pré-natal minucioso, a doença pode iniciar-se despercebida e evoluir apresentando outros sintomas, como:

  • Dor de cabeça;
  • Alterações da visão (visão turva, visão dupla, vendo pontos de luz);
  • Dor abdominal, especialmente no canto superior direito, ou meio abdômen;
  • Urinar com menos frequência;
  • Falta de ar;
  • Náuseas ou vômitos;
  • Confusão;
  • Convulsão.

Atenção, mamães hipertensas!

Além de ir regularmente ao médico, mamães hipertensas têm de ingerir pouco sódio, manter o peso controlado, dormir bem e fazer caminhadas. Se tudo isso se mostrar ineficiente para diminuir a pressão, o uso de medicamentos para baixar a pressão arterial especialmente para a gravidez pode ser adotado, além de outros remédios para casos mais graves como anticonvulsivantes ou corticosteroides associados a complicações hepáticas ou de plaquetas.

Nós queremos frisar que a pré-eclâmpsia chega a ser fatal sem o tratamento. Entretanto, com o acompanhamento especializado, tudo pode ocorrer bem, sem muitas complicações.

Leia outros artigos de Mãe Que Ama sobre a Pré-Eclâmpsia: 8 Mitos da Pré-Eclâmpsia | Eclâmpsia x Pré-Eclâmpsia: entenda | Pressão alta na gravidez? Fique de olho na Pré-Eclâmpsia

53 comentários
  • Vilma

    Tive pré – eclampsia na minha primeira gravidez. Passei mal na hora do parto e por Deus eu e meu bebê estamos vivos. Estava internada em trabalho de parto qd a pressão subiu sem controle. Na troca de plantão o médico diagnosticou e me operou o qt antes ja que não encontrava os batimentos cardíacos do meu bebê. Passados 12 anos estou no oitavo mês da segunda gestação e to cuidando da alimentação desde o início p evitar o ganho de peso. Mas terei cesárea de novo pelo risco de ter passado mal enquanto aguardava o parto normal, ja que estava tendo delatacoes sem dores. Requer cuidados durante toda a gravidez mas tenho o maior prazer do mundo em ser mãe.

    • veronica

      Olá, Renata. Não existe regra que diga que uma mulher que teve Pré-Eclâmpsia terá novamente em uma próxima gestação. O que deve ser feito é um acompanhamento pré-natal mais minucioso, observar sempre os sintomas e realizar exames rotineiramente. Infelizmente, não há como prever a doença em outra gravidez, porém há como se cuidar durante esse período.

  • Pâmela Pimentel

    Eu tive pré eclampsia com 34 semanas de gestação ( acredito que já estava com pressão alterada desde o 6 mês onde inchei muitoo e por descuido obstétrico passou despercebido) minha filha nasceu de 34 sem com 1680kg e 29cm.. ficou 20 dias no hospital (fora da UTI).. hj está com 3 anos..
    Podem me tirar uma dúvida?! Se eu engravidar corro esse risco novamente?! Obrigada

    • veronica

      Olá, Pâmela. Existe, sim, o risco de desenvolver a Pré-Eclâmpsia novamente, porém não é uma regra. Se houver um bom acompanhamento pré-natal e a realização dos exames laboratoriais, não há motivo para se preocupar. O importante é estar sempre atenta á sua saúde e não deixar nada passar despercebido como foi o inchaço na primeira gestação, que já é um sintoma da doença.

  • Alice Maria

    Tive pré eclâmpsia precosse c menos de 20 semanas estava com obesidade ,primeira grávida,não convulsionei porém dei derrame na vista fiquei sem enxergar por quase um mês … Fui medicada porém sem sucesso minha bebê nasceu com 29 semanas porém não resistiu e veio a óbito com 4 dias de vida .. Vai fazer um ano dia 30/5 Agora estou me tratando pra tentar nova gravidez mais saudável

    • Ester

      Tive um.pico d pressao com 30 semanas, primeira gestacao. Meu filho nasceu com 31 + 3.. ficou 44 dias na uti mas veio a obito.
      Deus vai nos honrar e daremos irmaos aos q se foram… tenho certeza disso! Em breve nossas bençãos estarao aki em nossos braços. E tudo vai da certo!

  • mariele

    Tive pressão arterial alta e diabetes gestacional na primeira gestação e por isso tive uma pré eclapsia minha filha nasceu de 36 semanas. É depois continuei tendo pressão arterial alta por genética familiar.
    Agorá estou grávida novamente ja estou me cuidando por causa da minha pressão fiz o exame proteinura o resultado deu 110 sera que tenho chance de ter pré eclapsia novamente estou de 22 semana e 4 dias mais quando fiz o exame estava de 20 semanas tenho 26 anos e na outra gestação tinha 22

    • veronica

      Olá, Mariele. É possível, sim, que você venha a desenvolver Pré-Eclâmpsia novamente, porém a quantidade de proteína encontrada na urina se analisada de forma exclusiva, sem levar em consideração outros exames, não significa que você terá Pré-Eclâmpsia. Continue cuidando de sua pressão arterial e mostre ao médico o resultado da proteinúria para que seja encontrado o motivo de ela estar alta, ok?

  • Nairan Lisboa

    Ola boa noite. Eu five pre eclampsia. Estava com 34 semanas e numa consulta minha pressao estava 14,9. E eu ja nao dormia a 3 dias com muita dor de cabeça. Logo a medica me encaminhou p Hospital Geral e la fui internada dia 15/04, minha pressao começou a subir mais, fiquei em jejum e em observaçao, fiz exames e na ultrassom mostrou q perdi muito liquido e no dia 16/04/2016 as 17:45 hrs fizeram cesaria e minha filha nasceu foi dificil mas ela nasceu… teve uma asfixia leve. Mas hje graças a Deus ela esta bem e ganhando peso e eu nao tive mais pressao alta ate hoje.

  • Ana Paula

    Tive um a poucos dias, mas graças a Deus estou bem, estou tomando os medicamentos receitados pelo médico. Continuo com pré-natal especializado pois é ainda estou com 30 semanas

  • t habata

    Meu nome é thabata
    ,tenho 22 anos e fui diagnosticada com pré eclâmpsia no oitavo mês de gestação ,me internaram pra controlar a pressão mais infelizmente a minha bebê não resistiu e veio ao óbito,porem tive ela de parto normal eu corro risco de ter novamente na minha segunda gestação .
    ?

    • Verônica – Moderadora

      Oi, Thabata!
      Lamentamos o ocorrido com você e sua bebê 🙁 Infelizmente, a Pré-Eclâmpsia não é exclusiva para primigestas (mulheres que estão grávidas de seus primeiros filhos), ou seja, você pode ter a doença novamente em uma segunda gestação. É importante que o seu acompanhamento pré-natal seja ainda mais minucioso e que o médico peça os exames desde o primeiro trimestre para que haja um diagnóstico mais precoce.

  • Lucimare Garcia

    Boa tarde!!Eu tve pre-eclâmpisia,doença no figado,fiqei 13dias na U.T.I.
    Precisei d bolsas de sangue mtas,tava mto amarela fiz mtos exames p ver se era hepatit e nao era.At hj eu fiko pnsand porq tive td isso porq tive uma gravidez saudavel e no ultimo mes passei por td isso.Realment foi um Milagre.Qria mt engtavidar mas tnho medo d passar por td d novo e morrer.Mas Deus sab d tdas as coisas.Mto Obgdaaa

    • Verônica – Moderadora

      Oi, Lucimare!
      A cor amarelada não deve ter relação com a Pré-Eclâmpsia, mas sim com a doença no fígado que você teve no mesmo período. É possível engravidar de forma saudável mesmo passando por um episódio de Pré-Eclâmpsia anterior. O importante neste momento é conversar bastante com seu médico para que haja um acompanhamento pré-natal bastante minucioso, sempre realizando exames para saber se está tudo ok com você e com o bebê.

  • Jhessica

    Eu tive pré eclampsia uns dois dias antes de ter meu bebê sentir dor de cabeça por dois dias seguidos, logo depois dos dois dias me bolsa rompeu e fui para o hospital então até lá não me falaram nada qe minha pressão estava alta só fiquei sabendo depois qe tive o meu filho eu lembro qe quando estava no 7 mês de gestação já estava bastante inchada mais em nenhum momento sabia de nada sobre pré eclampsia, então eu dei entrada ao hospital no dia 30/07/14 as 23:hrs mais só tiram meu filho no dia seguinte as 15:hrs da tarde, depois do parto passei muito mal vomitei a anestesia toda desmaiei minha mãe falou qe eu estava ficando roxa daí então não vi nada minha falou que veio o médico com enfermeira e aplicaram uns remédios aí eu voltei minha pressão subiu ficou 19 quase morri affs quando penso fico com medo… E agora estou grávida de novo já estou com 36 semanas será se eu corro risco de acontecer isso tudo de novo ???

    • Verônica – Moderadora

      Oi, Jhessica!
      Infelizmente, essas são as reações da Pré-Eclâmpsia mesmo. Uma sorte foi que você e seu bebê sobreviveram. Como você já teve a doença antes, o ideal era ter realizado um pré-natal bastante cuidadoso desde o início da gestação. Você avisou o médico que já Pré-Eclâmpsia antes? Não há estudos que comprovem que uma gestante que já teve a doença a terá novamente, porém o risco existe. Fique ligada e avise seu médico caso perceba qualquer sintoma.

  • Patricia

    Eu teve na minha primeira gravidez a pre-Ecampsia, e pela graça e misericórdia de Deus eu e minha filha sobrevivemos. E teve outra gravidez após 12 anos depois, e pela misericórdia do nosso Deus e salvador Jesus Cristo tevi meu segundo filho normal,teve ele de 32 semanas ele foi pra incubadora por nascer prematuro, mas pela graça do meu senhor Jesus Cristo ele ta bem e logo vem pra casa, pra honra e glória do senhor e salvador Jesus Cristo… Creia queridos Deus e fiel e nos ama mesmos sem merecemos ele é fiel para conosco sempre. Amém

  • Eliane

    Eu tive pré eclampsia com 27 semanas de gestaçao, porém já era hipertensa e com sobrepeso, 32 anos de idade e primeira gestaçao. No início da gestaçao minha pressao baixou muito entao a obstetra me orientou parar com a medicaçao e conforme o tempo foi passando, comecei a ter visao turva,pontos brilhantes, dor na boca do estômago que irradiava para o lado direito, muita dor mesmo tanto que fui no hospital, me medicaram e mandaram embora! E sem tomar ainda o metildopa porque a obstetra nao orientou e eu nao sabia que existia esse risco! Tive novamente a dor do lado e procurei a obstetra que me diagnosticou com prisao de ventre apenas! Passado alguns dias passei muito mal, vomitando sem parar, visao muito ruim,fui ao hospital onde fiz exame e deu perda de proteína na urina, pressao 15×90, fizeram uma ultra pra ver as condiçoes da minha bebê e ela já estava em óbito a algum tempo,nao era recente segundo o médico que me atendeu no plantao porque a pediatra que me atendia nao quiz me atender na emergencia. Me internaram para fazer o parto da minha filha em óbito, usei uma medicaçao para gerar o trabalho de parto,senti muita dor, febre que nao baixava por nada, até que 28 horas depois de dar entrada no hospital minha bebê nasceu no quarto somente cmg e meu esposo, fizeram raspagem e 8h depois recebi alta. Minha bebê nasceu com 480gr e 27 cm entao mandaram o corpinho dela para exame junto com minha placenta pra ver a causa,que nao souberam identificar com certeza. E por nao ter 500 gr nao liberaram o corpo dela para enterrar, o próprio hospital encinerou..nem pude ver nem me despedir dela.. isso em março de 2014. Hoje tenho outra obstetra, maravilhosa que procurei quando quis engravidar novamente,cuidou de mim com muita atençao e hoje tenho um filho lindo, saudável com seis meses, gestaçao tranquila, tomando metildopa, cálcio de 1g, vit c, ômega 3 para gestante, tudo isso para manter a pressao baixa e deu certo, só com 37 semanas que ela subiu um pouco como a obstetra previu que poderia acontecer, entao com 35 semanas tomei uma injeçao para amadurecer o pulmao do bebê caso precisasse antecipar o parto! Com 37 sewanas e 5 dias foi feito cesárea, meu bebê nasceu com 47 cm e 3,015kg perfeito e saudável, nao precisou de uti nem nada! Nasceu e ja foi mamar! Graças a um pré natal bem assistido e uma profissional competente! Ainda pretendo ter mais filhos e sei que vai dar certo. Bjos

    • Verônica – Moderadora

      Oi, Eliane!
      Fico muito triste com a sua história. Muita negligência por conta dos profissionais que te atenderam na primeira gestação. É por isso que a #Mama existe! Quanto mais as gestantes se informarem sobre sua saúde, mais poderão exigir de seus médicos. Que bom que na sua segunda gravidez escolheu uma obstetra atenciosa e que sua gestação foi tranquila. Muita saúde para você e seu bebê!

  • Elaine Cristina de Souza soares

    Minha pressão esses dias foi 15/9 e fui pro hospital e o medico fez só exames.e.me mandou embora minha pressão ta uma hora 15/9 outra 13/8 outra 12/9 e as vezes chega 11/8 po fazendo pré natal de 15 em 15 dias pra fazer acompanhamentoas meu medico fala que ta controlando e não passa nada o que devo fazer estou preocupada

    • Verônica – Moderadora

      Olá, Elaine. A pressão alta só é caracterizada quando está acima de 14/9. Então você realmente teve um pico de hipertensão, porém os outros números não correspondem com pressão alta. Vale a pena continuar checando para que ela não suba novamente. Se você tiver um medidor de pressão elétrico em casa, melhor ainda. Quando a hipertensão arterial é constante durante a gestação, é necessário realizar tratamento com medicamento. Por isso, fique atenta e avise seu médico caso novos picos surjam.

  • Leiliane Meira

    Boa Noite.
    Eu tive pré eclampsia a 7 meses, a minha pressão começou a subir com 20 semanas, teve que fazer o parto de urgência com 30 semanas para não levar a eclampsia , meu bebê ficou na UTI durante 14 dias e não resistiu. Agora meu médico me liberou para tentar novamente , estou confiante no Senhor que tudo dará certo.

  • Fabiana

    Depôs de 16 anos resolvi engravidar novamente tive pré ecrampsia minha filha nasceu de 36 semanas pesando 1950 e depois de quatro dias ela faleceu estou grávida novamente de 24 semanas mas graças a Deus não estou com pressão alta.

    • Verônica – Moderadora

      Olá, Fabiana. Como você já teve pré-eclâmpsia e pode vir a ter novamente, o ideal é realizar um pré-natal detalhista, ficar atenta aos exames necessários e, possivelmente, aos medicamentos que devem ser tomados durante a gravidez. Converse com seu médico. Muitas mulheres tem o primeiro episódio de pressão arterial alta apenas quando estão em trabalho de parto.

  • Adriana

    Olá tive pré eclampsia na minha 3 gestação .meu médico descobriu na hora da minha última consulta .e já fez meu parto no mesmo dia .graças a Deus deu tudo certo .Mas tive que tomar remédios pra pressão durante 3 meses depois .

  • Sonayra

    Olá meu nome é Sonayra, engravidei aos 18 anos e com 36 semanas comecei a ter os sintomas, naquela época não tinha net acessível, minha primeira gestação foi à 12 anos atras então a informação que tínhamos era só as do pre natal. Fiz meu pre natal todo direitinho e não me disseram nada. Uma noite comecei a ver tudo em dobro, esses pontinhos de luz e minha vista escurecendo, fiz uma cesaria de urgência e no fim eu e minha filha ficamos bem. Estou grávida novamente de 20 semanas minha médica me passou cálcio e Ass infantil para tomar até as 34 semanas.

  • Bia

    Olá, tive pré eclâmpsia na primeira gestação com 34 semanas, fui para uma consulta de rotina e lá eu estava com 15,8, fui encaminhada para o Hospital, fizeram uma cesariana, meu bebê teve que ser reanimado pois estava desfalecido, hj ele tem 6 anos está muito bem graças ao Senhor Jesus, antes disso tudo acontecer, tinha realizado ultrassom obstétrica com doppler foi identificado insisura nas artérias que alimentava o bebê, eu passava muito mal, tinha falta de ar, estava muito inchada, engordei 13kg, vomitava, mas não sabia que era a pressão, pois só aferia a pressão nas consultas, enfim na segunda gravidez me cuidei e não desenvolvi pressão alta.

  • ingrit

    olá! meu nome e ingrit, eu tive pre eclampsia no 8 mês de gestação, no começo eu comecei a ganhar q
    quilos muito rápidos e engordei muito fiquei muito encheda, minha precao chegou a 180.20 tive q fazer uma cesariana cm 39 semanas graças ocorreu tudo bem comigo e com minha filha. ela nasceu cm 3,575 k e mediu 39 c e hoje tem dois anos. queria saber se é verdade q so posso engravidar depois de 5 anos? e tem gente q diz q não posse no engravidar mais

    • Verônica – Moderadora

      Oi, Ingrit! Não há estudos que determinem quanto tempo após uma gravidez com complicações como a pré-eclâmpsia pode-se engravidar novamente. No geral, se você estiver bem de saúde, geralmente não há contra-indicação. A única coisa que deve ser feita com maior cautela agora é um pré-natal mais detalhado, por poder haver a possibilidade de pré-eclâmpsia novamente, ok? Mas pode engravidar, sim! Fique tranquila sobre isso.

  • Dayse freitas

    Olá sou dayse tenho 32anos esperei 10 anospara engravidar de novo tenho uma filha da minha primeira foi tudo ótimo tive um parto normal engravidei depois de 10anos resolvi ter outro filho por sinal veio um menino pré Natal tudo ok fiz até com o obstreta que fiz o da minha filha todas os dois ganhei de trinta e luto semanas só Que meu filho veio a falecer com 6dias nasceu com as mãos roxas ,boca e os pés Roxo no hospital falavam que eram frio mas na certidão de óbito disse que era cardioplastia congênita pois o médico que eu estava com ele nunca me passou o eletro do bebê nem qdo estava grávida da minha filha fiz esse exame como foi.parto normal depois de 4meses a nova medica que estou disse que eu poderia engavidar hj estou grávida novamente so que com esse agravante pressão alta foi a 19/10 qdo descobrir que estava grávidA hj estou tomando remédio é contolando a pressão tirei o sal totalmente mais vou fazer 6meses agora e ela anda 14/9 não sei se é ansiedade ou medo de acontecer tudo de novo o parto normal não será indicado pois dizem que a dor aumenta a pressão? Nesse caso vou fazer uma Cesária? Me explique por favor.

    • Verônica – Moderadora

      Olá, Dayse! O que você está fazendo é o acompanhamento correto. Uma vez tida a pré-eclâmpsia, é realmente necessário um pré-natal mais cauteloso e, muitas vezes, a base de medicamento para pressão arterial alta. O parto normal é totalmente viável. A dor não aumenta a pressão, porém o nervosismo, sim. Situações de stress tendem a fazer a pressão subir, por isso é importante relaxar e ficar tranquila, sempre pensando no bem estar tanto seu quanto do seu bebê.

  • Josiane

    Tive pré- eclampsia grave mais síndrome hellp na minha primeira gestação, isso aconteceu com idade gestacional de 26 semanas. Devido a este epsodepisódio grave tiveram que interromper a gestação como muito prematura com 3 dias de vida veio a óbito. Hoje estou gestante novamente já com 18 semanas e tendo acompanhamento com GO de alto risco graças a Deus está tudo bem mais do quem já passou é que sabe o tamanho do desespero e da dor da perda, a cada dia cada semana que passa é pura conquista e alívio….

  • Talita

    Olá meu nome é TALITA estou na 4 gestação, e estou com pré eclampsia, minha pressão é sempre 16,100 já chegou a 18,12
    Eu sinto muito náusea, dores fortes no abdômen, minha visão as vezes escurecem,e também ficam como chuviscos cinzas como a tela de TV, eu vômito tudo que como e estou tendo certas dificuldades pra urinar e defecar ,sem falar do meu estômago q as vezes fica como se eu tivesse comido uma pimenta.
    Estou muito assustada pois nunca tive isso,quero saber se corro risco de perder meu bebê ,ou de ter parto Cesário

  • Alessandra Pereira

    Aos 22 anos tive minha primeira filha ocorreu tudo bem graças a Deus. 10 anos depois engravidei novamente porém com 26 semanas a pressão começou a aumentar fui no hospital e a médica recomendou metildopa tomava três por dia. No segundo dia tomando o remédio não controlava então me encaminharam para o hospital e médica aumentou pra quatro por dia.uma semana tomando medicação e nada.então passei muito mal à noite com dores no abdômen .fOi feita Cesareia com 27 semanas .meu bebê ficou na uti por 15 dias e não resistiu. Disseram que ele nasceu com infecção no sangue.
    Quero muito ser mãe novamente.

    • Victor Martins

      Olá Alessandra, aconselhamos que busque um especialista para acompanhar seu estado clinico, cada organismo é único! Mas mantenha seu desejo te ter um filho, com a observação constante desde o início da gestação podem ser tomadas todas as precauções necessárias para seu parto ocorrer.

  • Brenda

    Boa noite! Eu tive pré eclampsia, minha pressão chegou a 18,11. Passei um sufoco pois minha obstetra apenas tinha passado um remédio pra pressão e não pediu proteinuria, foi quando passei mal que um clínico do pronto atendimento me indicou pra um neurologista pois estava com sangue na urina. E foi o nefro que pediu o exame de proteinuria e mapa da pressão com vários outros exames, porém meu retorno com ele e com a obstetra ficaram pra uma data distante, e eu comecei a passar muito mal com 37 semanas de gestação, a pressão não normalizava meus pés estavam muito inchados e eu sentia muita falta de ar, não conseguia dormir direto, foi então que consegui um obstetra de emergência que me salvou, ele olhou pra mim e disse vamos operar? Eu queria muito ter um parto normal mas vi que naquele momento eu precisava decidir pela segurança da minha filha e minha também, o exame de proteinuria deu alto e eu tava com todos os sintomas de pré eclampsia. Dois dias depois diz a cirurgia e ocorreu tudo bem, minha filha nasceu saudável e está com 3 meses. Eu porém ainda fiquei apresentando hipertensão depois que sai do hospital e fui pra casa, estou agora indo atrás de cardiologista e fazendo o tratamento do rim pois também apresentei cálculo renal. Meu desejo e ter outros filhos, Gostaria de saber se é possível ter um parto normal apresentando pré eclampsia? Eu também descobrir que possui a um histórico familiar da doença, minha mãe e duas tias minhas tiveram.

    • Victor Martins

      Brenda, com os cuidados necessários a gestação pode ser concluída em parto normal mesmo com pré-eclâmpsia, entretanto cada organismo é singular e se comporta de forma diferente, portanto, não podemos afirmar que em 100% dos casos é possível um parto normal.

  • Kelly cristina

    Oi Boa noite sou Kelly tive pre clampsia na minha primeira gestação aos 19anos de idade e depois de 11anos engravidei novamente e a pré eclampsia repetiu novamente a diferença é que na segunda gestação foi feito uma Cesária de emergência estamos bem eu e minha BB mais estou fazendo uso de medicamentos por conta da pressão está sempre alta

  • Dayany

    A seis anos atrás tive pré eclampicia e minha filha nasceu com 35 semanas pesando 1,600kg…e hoje estou com 27 semanas e tb com pressão alta…já estou tomando o medicamento para pressão e minha placenta ja deu uma acelerada no amadurecimento …mas com fe em jeova vai dar tudo certo.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.