O que é o teste da linguinha?

14 de novembro de 2018

O teste da linguinha é um exame simples realizado por Fonoaudiólogos, profissionais treinados e capacitados, que consiste na avaliação do frênulo da língua em bebês recém-nascidos para diagnóstico precoce da língua presa. No Brasil, é obrigatório por lei sancionada em junho de 2014 (veja notícia aqui).

O que é língua presa?

É uma alteração comum, mas muitas vezes ignorada. Ela está presente desde o nascimento e ocorre quando uma pequena porção de tecido, que deveria ter desaparecido durante o desenvolvimento do bebê na gravidez, permanece na parte de baixo da língua, limitando seus movimentos.

A língua presa impede que a língua se movimente adequadamente, desenvolvendo então, adaptações e/ou compensações para sugar, engolir, mastigar e falar. Há bebês com dificuldades para mamar, causando estresse tanto para ele quanto para a mãe, o que pode levar à introdução desnecessária da mamadeira e ao desmame precoce. Há também crianças, jovens e adultos com dificuldades na mastigação/deglutição e alterações na fala, afetando a alimentação, a comunicação, o relacionamento social e o desenvolvimento profissional.


Como funciona o teste da linguinha?

A técnica não causa dor alguma ao bebê. Ele é dividido em história clínica, avaliação anatômica e funcional e avaliação da sucção não nutritiva e nutritiva. É um teste rápido e seguro, sem custo, que detecta precocemente a língua presa, possibilitando o tratamento adequado e evitando esses problemas decorrentes dela, dos quais falamos acima.

Caso a lei não seja respeitada e o teste não seja feito na maternidade, pode ser realizado até o sexto mês de vida do bebê. Após esse período, deverá ser feita outro tipo de avaliação para diagnosticar o problema.


Tratamento e correção da língua presa

Caso seja observada alteração na membrana da língua, pode ser indicada a correção, feita, na maioria das vezes, com um pequeno corte no freio, um “piquezinho”, para que a língua possa ter mais movimento. No procedimento, que dura poucos minutos, é usado a anestesia local e o bebê já pode ser amamentado na sequência. A cirurgia libera os movimentos da língua, aumentando a eficiência da sucção durante a amamentação, diminuindo, assim, a incidência do desmame precoce.


Existem graus diferentes de língua presa e, por isso, o tratamento varia. Nem todas têm a indicação do tratamento do pique na língua, mas caso a cirurgia seja necessária, quanto menor a criança, mais rápida é a recuperação. Isso porque nessa fase a cirurgia seria praticamente indolor.

Tags

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.