Visitas: quais os principais cuidados com o recém-nascido?

10 de dezembro de 2018

Quando o bebê nasce, a ansiedade toma conta dos parentes e amigos para ver o rostinho e conhecer o pequeno que acabou de chegar ao mundo. Nesse momento, a ansiedade também chega com tudo para os pais, afinal, além das alegrias, mudanças e adaptações à nova rotina, há ainda a preocupação com a exposição do filho, em como lidar com as visitas nos primeiros dias de vida do bebê, que são muito delicados e sensíveis. Por isso, resolvemos listar os cinco principais cuidados necessários com o recém-nascido nesse momento, que podem ajudar a orientar tanto quem vai visitar o recém-nascido como os pais que receberão as visitas.

 

Qual a recomendação dos pediatras quanto à idade do bebê apropriada para visitas?

A recomendação dos pediatras é que os familiares mais distantes e amigos apenas visitem o bebê quando ele completar dois meses de idade, pois até lá já terá tomado as vacinas mais importantes. Pode parecer exagero, mas não é, pois há um alto risco de transmissão de doenças. Os parentes mais próximos sempre acabam “liberados” dessa orientação, mas é importante ter bom senso: se estiver com alguma doença, não pode visitar o bebê.

 

Pode ir na maternidade ou melhor quando o bebê estiver em casa?

Isso vai depender muito da preferência dos pais, principalmente das mães. Algumas preferem receber as visitas ainda na maternidade, pela praticidade de poder contar com todo o suporte das enfermeiras para os cuidados com o bebê, por não precisar se preocupar com a organização e a limpeza da casa, nem com o que servir. Outras, acham os primeiros dias muito cedo, porque ainda estão conhecendo o bebê e preferem reservar esse momento íntimo apenas para a família. Então, é importante ter isso bem definido. Se você vai visitar e não sabe qual a preferência, o melhor é perguntar e respeitar a decisão dos papais. E para estes, a dica é que não tenham medo de apresentar suas opiniões e preferências para este momento.

 

Agende as visitas

Independente de quando e onde, se na maternidade ou em casa, é importante agendar as visitas, por uma questão de organização da família e até mesmo de regras do local. Evite sugerir horários de refeições.

 

Higiene é fundamental!

Não é chatice, é cuidado. Mãos sempre bem lavadas e higienizadas com álcool em gel é uma das exigências básicas e muito importantes ao visitar um recém-nascido.
Outro ponto óbvio, mas que precisa ser ressaltado: fumantes na família ou no círculo de amigos mais próximo não deverão fumar antes da visita e, em hipótese alguma, perto do bebê. É importante evitar também perfumes ou cremes, mesmo que não sejam tão fortes. Tudo pela saúde e bem estar do bebê.

 

Nada de beijar e pegar na mão do bebê!

Os recém-nascidos são desprotegidos e nossa boca e nossas mãos são seus grandes inimigos que podem ser transmissores de vírus e bactérias.

 

Outras dicas para quem vai visitar:

Além desses cuidados, vamos listar alguns conselhos para os familiares na hora da visita que com certeza vão deixar as mamães e os papais bem felizes se forem aplicados. 😉

. O sono do bebê é sagrado, portanto, não peçam para acordá-lo;
. Façam visitas rápidas. Os pais precisam descansar, a não ser que precisem e peçam para ficarem mais tempo;
. Nada de palpites e julgamentos! Isso é tudo o que os pais menos precisam nesse momento;
. Não pensem duas vezes antes de ajudarem com tarefas em casa. Vale lavar uma louça, preparar algo para a mamãe comer, ficar um tempo com o bebê para ela tomar um banho, entre outras diversas atividades que podem ser grandes exemplos de carinho, atenção e os melhores presentes que você pode dar;
. Antes da foto, é sempre bom e não custa nada pedir autorização dos papais;
. Fiquem atentos aos sinais de que a hora da visita acabou. Mesmo que tenham ficado pouco tempo, se perceberem que não estão mais em um bom momento, peçam licença, deixem os pais à vontade e voltem em outra hora, sem ressentimentos. 😉

Tags

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.