Higiene bucal para bebês

9 de maio de 2016

Na saúde bucal, até a amamentação materna marca ponto. Mamando no peito, o bebê respira pelo nariz e é obrigado a morder, avançar e retrair a mandíbula, desenvolvendo, assim, os músculos e esqueletos da face. Isso já abre caminho para a boa formação dentária. A higienização bucal em si também começa na maternidade. Ela deve ser feita cuidadosamente com uma gaze ou fralda umedecida em água limpa na boca, gengiva e as bochechas da criança. Certifique-se de não ter deixado nenhum restinho de leite pra trás. Desde cedo, você a acostuma com intervenções bucais e bons hábitos dessa maneira.

Por volta do sexto mês de vida, começa a nascerem os primeiros dentes. É quando você troca o material de limpeza usado até aqui por uma dedeira de silicone. Em paralelo, você já pode levar a criança em sua primeira consulta com o odontopediatra também. As consultas devem se repetir cada 6 meses. No primeiro ano completo de vida, já é bom introduzir a escova de dente própria para a idade e usá-la com creme dental sem flúor, mas apenas um pouquinho. Uma tirinha dele, do tamanho de um arroz, já é o suficiente. E sempre tomando o cuidado para que a criança não engula. A gaze pode ser usada para tirar esses excessos, já que crianças só conseguem começar a cuspir entre os 3 ou 4 anos de idade. Ela desenvolvendo essa habilidade, o creme dental com flúor já pode ser usado.

Cárie da mamadeira.

Atingindo 60% das crianças de até 3 anos de idade, ela tem desenvolvimento rápido e provoca dor, dificultando a alimentação. Isso pode acarretar em perda de peso e obstrução do crescimento. Isso acontece quando a há muita ingestão de açucares e má limpeza posterior. Aliás, a limpeza antes de dormir é a mais importante e a que mais você tem que se certificar de que está tudo certo. Isso evita a maioria de cáries e doenças porque durante a noite, a produção de saliva, fundamental na proteção dos dentes, diminui enquanto a criança dorme. Outros males que a cárie da mamadeira traz são mau hálito, má estética e dificuldade na fala. O início desse problema caracteriza-se por pequenas manchas brancas nos dentes. Ao constatar tal condição, é preciso encaminhar a criança ao odontopediatra imediatamente.

Seguindo esses passos certinho, seu neném muito provavelmente não terá nenhum problema bucal.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.