10 dicas para ajudar na vida romântica dos casais com filhos 1024 403 Carol

10 dicas para ajudar na vida romântica dos casais com filhos

A comemoração do Dia dos Namorados é, muitas vezes, um grande desafio e a data até passa despercebida na vida de casais após a chegada dos filhos. Então, no mês dos namorados, pedimos para a Psicóloga e Educadora Parental em Disciplina Positiva Verônica Farias falar um pouco sobre o assunto, trazendo algumas dicas para ajudar mamães e papais que nos acompanham. Confira:

Esse é um tema super bacana e delicado, a vida do casal após a chegada dos filhos. Sabemos que a chegada de uma criança traz muitas mudanças no lar e na vida de um casal e a sensação que dá é que parece que temos que lidar com um mix de sentimentos novos envolvidos, e na verdade é bem isso mesmo. 

A criança vira o foco e, muitas vezes, o casal fica de lado, o que acaba por desgastar a relação. Porém, nada que uma mudança e uma boa conversa não resolvam. Afinal, mudar exige desprendimento e movimento de ambos e claro, se há amor, a chama permanecerá acesa. 

Então, vamos de dicas de como manter essa chama acessa: 

1 – Arrumem um tempo a sós: Seja um dia na semana, uma noite para jantar. É importante relembrar os tempos de namoro. As conversas descontraídas e sem tantas cobranças. Embora, muitas vezes, seja inevitável, deixem para falar dos filhos em outro momento;

2 – Mantenham a sua individualidade: Essa é uma dica de suma importância para o casal. Sair sozinho com os amigos, café com as amigas. Isso gera felicidade, conexão e faz com que a gente não se sinta presa(o) e/ou limitada(o) apenas com o papel de mãe ou pai; 

3 – Deem importância aos detalhes: Pode parecer bobagem, mas os detalhes fazem toda a diferença. Dizer o que o outro gosta de ouvir, deixar bilhetinhos expressando o amor, uma declaração despretensiosa no meio do dia nos deixam conectados;

4 – Assim como o tempo a sós, reservem um tempo para conversar sobre a família: depois que casamos, a vida casal e vida familiar ficam misturadas e é difícil de equilibrar, portanto, programem um dia para conversarem sobre o núcleo familiar;

5 – Façam planos juntos: Planos, sonhos, projetos. Todos eles além de demonstrarem união, demonstram que vocês querem estar juntos e, nesses planos, a afetividade será a mola mestra para realizá-los; 

6 – Alguém tem que ceder: Mas não precisa ser sempre o mesmo. Dividir tarefas, responsabilidades, até mesmo quem dorme mais tal dia, isso tudo é importante para um equilíbrio do casal. Lembrem-se que uma relação tem investimento e esse investimento deve ser de ambas as partes;

7 – Quebrar a rotina: De vez em quando, se aventurar com seu parceiro ou sua parceira resgata sensações e sentimentos do tempo em que se conheceram. Seu dia a dia pode até ser saudável, mas experimentar novas aventuras juntos pode ser um ótimo convite para aflorar e reativar essa relação;

8 – Respeito e diálogo são peças fundamentais: Toda e qualquer relação deve ser pautada no respeito e no diálogo. Isso deve ser regra! A falta do respeito e do cuidado com o outro leva a falta de compreensão, que acarreta em grosserias e desgaste. Lembrar sempre da regra básica: O que não quero pra mim, não quero para o outro!;

9 – Afetividade: Como citamos acima, nossas relações são movidas pelo afeto e é esse afeto que vai fazer com que vocês façam aquela comidinha gostosa, assistam a um bom filme agarradinhos e invistam em vocês e na relação; 

10 – Ah… e ter muito amor: Depois de certo tempo de casados, algumas pessoas até esquecem porque estão juntas há tanto tempo. Antes de chegarmos neste estágio, vamos amar! Lembrar das promessas, dos projetos, das loucuras que antecederam a chegada dos filhos, esses momentos sempre acabam em risadas e descontração. Jamais percam essa essência de eternos namorados. 😉

 

Sobre a especialista:

Verônica Farias é mãe, namorada do esposo há 12 anos, como ela mesma descreve ♥️, Psicóloga, Pedagoga e Educadora Parental em Disciplina Positiva. Trabalha com crianças e infância desde 2006. Produz conteúdo relacionado à área no Instagram @parentalidadesaudavel .

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado!